quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

os beatles na história da moda



Nos anos de 1960 os Beatles surgiram no mundo para revolucionar o cenário da música e da Moda. Depois do sucesso, guiaram as tendências de vestuário e comportamento da década. Tudo começou em 1956, quando John Lennon fundou uma banda chamada The Quarrymen, que mais tarde daria origem aos Beatles. No início da carreira de Quarrymen os músicos apostavam num visual Teddy Boy - usavam topetes a la James Dean, calça jeans e jaquetas de couro - todas as características de uma forte influência norte americana  que pairava sobre os meninos de Liverpool. E não só sobre eles, mas em todos os jovens da época.

Foi então que, os Beatles deixaram de ser seguidores a passaram a ser precursores de tendências – Isso ocorreu quando o empresário britânico Brian Epstein começou a gerir a banda e sugeriu uma mudança radical de comportamento e figurino. Os hábitos de fumar, beber, conversar e se comportar como um Rebelde Sem Causa acabava por aí; os trajes, agora, também eram outros: os Beatles apareciam na cena com um novo visual, destacando-se totalmente dos padrões da época. Estavam engravatados, de ternos impecáveis, sapatos lustrados e o cabelo com franja. O comportamento dos músicos no palco também mudou, cada um aprendeu a ser um verdadeiro gentleman. Dizem que McCartney foi o primeiro a apoiar a mudança. 


E foi nestes trajes e comportamento que a Febre Beatle começou no mundo. Logo depois de lançarem seu primeiro disco “Please, Please Me”. Ao contrário do que todo mundo pensa, os Beatles não usavam ternos por conta do movimento Mod e nem vice-versa. O mais incrível de toda a história é que eles nunca vestiram a camisa de movimento algum, o que levou eles a serem o que são. Aceitos e amados pela maioria das pessoas. Nessa época existia uma grande rixa entre os Mods e Rockers. É possível notar a postura neutra que os Beatles passaram pelos anos 60 numa cena de “A Hard Days Night” quando uma repórter questiona Ringo: “Are you a mod or a rocker?” e ele responde: “I’m a mocker”. (até porque, antes dos ternos, o visual dos Beatles era bem rocker. O que de fato os torna “Mockers”)



Ao decorrer do sucesso, o terno clássico impecável buscou uma alfaiataria com uma sutil diferença: de preto para cinza; o paletó perdeu colarinho e a lapela e a gravata ficou mais fina - uma influência do estilista italiano Pierre Cardin (criador do prêt-à-porter - um importante nome da revolução na indumentária da década). A partir daqui, o visual da banda passou a sempre ser copiado pelos fãs. E quando falamos dos fãs dos Beatles nos anos 60, falamos de uma grande parcela da população do mundo todo.



Quando lançaram “Rubber Soul”, em 1965, os Beatles já haviam conquistado o mundo. E o amadurecimento da banda não era só sonoro - o figurino avançou junto. A banda passou a colocar a sua real personalidade em seus experimentos musicais e nos seus looks. Os cabelos estavam mais compridos, as roupas já não eram mais os conjuntos ordenados e a pose de Bons Moços não era mais tão enfática. Os ternos engomados são substituídos por calças e blazers desparceirados. Os cabelos ficam levemente bagunçados. Nesse período as roupas ficavam sempre de acordo com suas experimentações musicais.




Em Junho de 1967, o oitavo disco dos Beatles veio para influenciar ainda mais o mundo da moda. “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”, mostrou a banda bem mais ousada, com roupas mega estampadas e coloridas, bigodes e cavanhaques. Depois de Sgt. Peppers, a cartela de cores dos Beatles realmente ganhou vida e a banda passou a brincar com o conservadorismo britânico através das suas peças. E por mais diferente que o estilo fosse do contexto dos looks da carreira, aquilo realmente influenciou o mundo. Todos acreditavam nos Beatles.





Entre os anos de 1967 e 1969 eles estavam numa onda psicodélica. Gravaram filmes, passaram a trabalhar com animações, exploravam cores e sons. Nesse período o visual da banda era complementado com lenços, coletes e e chapéus. A influência dos FabFour na moda era forte. Em 1970, lançam o disco “Let it be”. Este ano traz a banda com cabelos compridos, e agora livremente, cada um no seu estilo. Eles eram os Beatles, eles podiam usar o que quisessem. A barba permaneceu junto às calças bocas de sino. O fim da banda estava próximo e cada um deles se vestia de uma forma diferente, todos numa moda totalmente anos 70 e obviamente, com inúmeras referências obtidas durante a carreira.





A banda acabou mas os músicos continuaram suas carreiras solo. E como conquistaram o mundo num nível extraordinário, claro, continuaram a influenciar a moda. Por exemplo, os famosos óculos redondos de John Lennon, acessório que ele usava na época em que morou em Nova York. É possível afirmar que boa parte desse sucesso foi resultado de uma inteligente estratégia do seu empresário Epstein. Se você pesquisar as mudanças na evolução fashion da banda, vai notar que eles sempre estiveram onde deviam estar: de acordo com o momento que o mundo vivia. Essa associação dos músicos com a história da moda, agora, é eterna. Inclusive com Stella McCartney levando o sobrenome de seu pai em suas coleções.


adoro essa ilustração que resume a evolução fashion dos Beatles.

3 comentários:

  1. Eu daria tudo pra ter nascido nos anos 60! Maquiagem, música...roupas... tudo perfeito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu também! o cenário todo dos anos 60 é lindo.

      Excluir
  2. Amo quase mais do que tudo! ;* #TheBeatles #Perfection #Life #Love

    http://thewhitesubmarine.blogspot.com.br/
    http://www.facebook.com/thewhitesubmarineblog

    ResponderExcluir